Foto
Aurélio Becherini: São Paulo em transição

Aurélio Becherini (1879-1939), italiano de nascimento, tem uma importância diferenciada na história da fotografia paulistana. Além disso, é considerado o primeiro repórter fotográfico da cidade, com atuação destacada nos mais importantes jornais e revistas da época.
São Paulo nas primeiras décadas do século XX viveu as turbulências de um período de intensas transformações e Becherini foi o fotógrafo que melhor percebeu este momento de transição. Como fotógrafo documental, ele tem o estilo que de alguma forma caracteriza os profissionais da época: composição harmoniosa, equilíbrio impecável e a necessidade de flagrar um instante fugidio no fluxo inexorável do tempo. Porém, o que o diferencia dos seus pares é a constante busca de singularidades que se tornavam mais importantes que os logradouros fotografados.
Lançar nosso olhar para suas fotografias significa, entre outras coisas, sensibilizar nosso espírito e ampliar nosso conhecimento sobre esse tempo mágico.

Livro - Aurélio Becherini é, também, nome do livro que traz fotografias da Cidade de São Paulo nos anos 1904-1930, em importante registro que documenta as mudanças pelas quais passou a capital paulistana, como a ampliação de ruas, as frenéticas demolições e a crescente urbanização, além das mudanças de hábitos que resultavam dessa pequena revolução. As imagens são acompanhadas por textos de Rubens Fernandes Junior, historiador da fotografia, da arquiteta Ângela C. Garcia e do sociólogo José de Souza Martins; este classifica Becherini como "o melhor cronista visual de São Paulo”. A edição é uma parceria entre o Museu da Cidade de São Paulo e a Editora Cosac Naify.

Rubens Fernandes Junior
pesquisador e curador de fotografia

Abertura 24 de janeiro de 2009.

Visitação de 24 a 10 de maio de 2009.

Centro Cultural São Paulo (Sala Tarsila do Amaral)
Rua Vergueiro, 1000, Paraíso
São Paulo, SP.
Metrô Vergueiro
Entrada franca