casa número um

Conhecida por situar-se à no nº 1 da antiga rua do Carmo - atual rua Roberto Simonsen no 136-B, a Casa nº 1 é um sobrado de três andares construído onde existiu uma casa de taipa de pilão.

Seu primeiro proprietário, segundo registros de 1689, foi Francisco Dias. Após sua morte, o imóvel foi vendido ao bandeirante Gaspar de Godoy Moreira, cujos filhos e descendentes fizeram uso da casa como moradia.

Em 1855 foi transformada no colégio Ateneu Paulistano e, após a morte de seu último diretor, foi vendida ao Major Benedito Antônio da Silva, responsável pela construção em alvenaria, preservada até os dias de hoje.

A nova construção aproveitou, provavelmente, a antiga estrutura das fundações de taipa de pilão. Sobre ela ergueram-se novas paredes em alvenaria de tijolos. Outros materiais utilizados em sua construção como o pinho-de-riga nas esquadrias, e a telha tipo francesa na cobertura, tornaram-se comuns nas construções paulistanas desse período.

Em 1890 foi sede da Estação Central de Urbanos e da Sociedade de Imigração. Quatro anos mais tarde, o imóvel foi adquirido pelo Governo do Estado e passou a abrigar escritórios da Cia. de Gás até o ano de 1910. Em seguida, durante quatorze anos, a Casa abrigaria vários órgãos ligados à policia, como a Chefatura de Polícia, o Gabinete de Investigações e Capturas, o Gabinete Médico Legal e a Primeira Delegacia Auxiliar de Polícia. Até o ano de 1970, a Casa foi propriedade da Polícia tendo passado, ao longo desse tempo, por várias reformas e reparos de urgência. Entre 1971 e 1974, já sob administração municipal, o imóvel foi utilizado por duas instituições culturais: o Instituto Genealógico Brasileiro e a Academia Paulista de Direito.

Em 1976, foi elaborado pelos técnicos do Departamento do Patrimônio Histórico, um projeto de restauro que incluiu a decapagem de sucessivas camadas de pintura e a prospecção da alvenaria e forros, que possibilitaram o levantamento de informações sobre as diversas remodelações do edifício, correspondentes às diferentes ocupações, e a descoberta de pinturas decorativas que foram recuperadas. Com a conclusão das obras de restauro, a Casa nº 1 foi inaugurada em julho de 1980, abrigando a sede do DPH e, posteriormente, o Gabinete da Secretaria Municipal de Cultura. Interditado para obras de emergência em 1985, que foram realizadas somente a partir de 1988, o prédio foi ocupado, em 1990, pela Divisão do Arquivo Histórico Municipal, que ali permaneceu durante dez anos.



galeria de imagens

Foto


Contato
Rua Roberto Simonsen, 136B - Sé
São Paulo/SP - CEP 01017-020
Telefone: +55 11 3106-5122
e-mail: contato.casai@prefeitura.sp.gov.br

Serviços
Exposição
Terça a Domingo, das 9h às 17h
Há Serviço Educativo no local
Entrada franca
Consulte a programação

Transporte
Linhas de ônibus consultar: www.sptrans.com.br
Metrô linhas: Azul e Vermelha – Estação Sé


Localização geográfica
visualize no mapa